Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Bats on the East Tower

Criei este blog com posts com um tema em comum: estilo alternativo. Se tiverem alguma sugestão/pedido, não hesitem em deixar um comentário. Blog escrito no antigo acordo.

Bats on the East Tower

Criei este blog com posts com um tema em comum: estilo alternativo. Se tiverem alguma sugestão/pedido, não hesitem em deixar um comentário. Blog escrito no antigo acordo.

A importância da personagem Abby Sciuto no mundo alternativo

 

Howdy little creatures!

 

Hoje trago-vos mais uma postagem na forma de reflexão! Acho que há muita coisa no mundo alternativo que vale a pena reflectir, e a importância da personagem Abby Sciuto da série americana NCIS é uma delas. Vamos ao post, shall we?

 

260809-pauley-perrette-alias-abby-sciuto-637x0-2.j

 

Abigail (Abby) Sciuto (personagem protagonizada pela actriz Pauley Perrete) é uma cientista forense da série NCIS. Foi dada para adopção em criança, e os seus pais adoptivos são (presumivelmente) surdos. O que leva a que ela seja excelente em linguagem gestual e leitura de lábios. Graduou-se com excelentes notas em sociologia, criminologia e psicologia. Também se graduou em ciência forense. A dada altura juntou-se ao NCIS e lá continua até hoje. 

 

A verdade é que adoro a série. E não só pela Abby. Gosto imenso das histórias e, claro, das outras personagens. Mas isso agora não vem ao caso. Depois desta breve introdução (podem encontrar mais informações sobre a Abby aqui), vamos então discutir a importância desta personagem para o mundo alternativo. 

 

season4_abby2.jpg

 

 

A personagem Abby Sciuto é, como devem calcular, um excelente exemplo para jovens alternativos que ainda vivam debaixo da alçada de pais preocupados. O que quero dizer com isto? Observemos:

 

-Abby é formada em psicologia, sociologia, criminologia e ciência forense (coisa que não é para qualquer um);

-Também tem imensas skills em informática;

-Trabalha numa instituição super importante; 

-Tem bastantes amigos que se preocupam com ela;

-Não é anti-social (pelo contrário, é super carinhosa e alegre. E adora dar abraços);

-Vai à igreja (sei que muita gente não tem interesse em tal coisa, mas há muitos pais que valorizam isso).

 

Vejam como ela é descrita por um dos seus colegas, Anthony DiNozzo:

 

"NCIS resident forensic scientist, heart and soul, a paradox wrapped in an oxymoron, smothered in contradictions in terms, sleeps in a coffin. Really, the happiest goth you’ll ever meet."—Anthony DiNozzo describing Abby in the Season 7 episode, "Truth or Consequences".

 

Vlcsnap-2014-01-16-22h15m56s220.png

 

Já vi, em vários locais da Internet, testemunhos de jovens alternativos cujos pais estão extremamente ralados com o facto de os filhos não seguirem os padrões sociais. E muitos demonstram-no de forma mais ou menos agressiva. Vejamos esta carta, que consta deste post do blog Stripy Tights and Dark Delights:

 

"Hi Amy,

I am a 14-year-old babybat. I have no contact with the Goth world, other than the internet. I have a problem.... I keep my style very simple due to my private Christian school, and especially my mother. Even so my mom seems to think I dress like a "prostitute" or a "tramp" (her words, exactly). I'm afraid to talk to her. She thinks Goths are a bunch of depressed druggies who are crazed over horror, death, blood and guts. She refuses to listen if I start to explain otherwise. Any ideas? I need help!
Sincerely,
Amelia, USA."

 

Venhamos e convenhamos: dizer que a filha tem estilo de prostituta só porque veste roupa gótica não é a melhor demonstração de assertividade de sempre. Nem é o melhor exemplo de excelentes skills parentais. Adiante.

 

Para este género de pais, a personagem Abby Sciuto (assim como a sua amiga Carol Wilson, que trabalha no CDC) é um bom exemplo: inteligente, cargo importante, pessoa de sucesso E gótica. OMG o choque! O espanto! Não é little creatures? 

 

2d09d1d47792ba3c29c8b47404e17d7f.jpg

 Abby e Carol

 

A Abby é um bom exemplo de "pessoa alternativa de sucesso",  que não se vê em muitos meios de comunicação hoje em dia. É, por isso, um exemplo a aproveitar em termos de educação. Sendo uma personagem com um alto cargo naquela instituição, torna-a um bom exemplo para mostrar às pessoas que sim, os alternativos têm tanta capacidade para ser pessoas de sucesso como o comum dos mortais. E que não, não é só por vestirem de forma diferente que não vão ter um papel na sociedade (esse preconceito já é tão velho, e já se provo o contrário tanta vez que não sei como é que ainda existe).

 

Por isso, aqui vai o meu conselho: para quem não vê a série, comece a ver. Observe a personagem. Caso tenha pais preocupados com a sua "alternatividade", mostrem-lhes a personagem. Vejam a série com eles. Talvez ver como a personagem Abby é, e ver como as outras personagens se relacionam com ela os ajude a deixar as preocupações de lado. 

 

Bem little creatures, por hoje é só!

 

Bat Kisses

 

Oriana Bats

 

 

 

I support!

Halloween Countdown

Mais sobre minha pessoa

foto do autor

Segue-me no Bloglovin'!

Follow

Banner

Create your own banner at mybannermaker.com!
---------------------------------------------------------

Comunicado

Este blog recolhe casos de preconceito e discriminação contra pessoas que têm diferentes estilos. Se quiseres contar o teu caso, entra em contacto com a autora através dos comentários do blog. Obrigada e Bat Kisses.
---------------------------------------------------------