Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Bats on the East Tower

Criei este blog com posts com um tema em comum: estilo alternativo. Se tiverem alguma sugestão/pedido, não hesitem em deixar um comentário. Blog escrito no antigo acordo.

Bats on the East Tower

Criei este blog com posts com um tema em comum: estilo alternativo. Se tiverem alguma sugestão/pedido, não hesitem em deixar um comentário. Blog escrito no antigo acordo.

Caso Cameron Willingham: quando gostar de Iron Maiden leva à morte

 

Howdy little creatures!

 

Hoje trago-vos nova notícia, desta vez bastante grave. Já todos nós ouvimos falar sobre alternativos (ou pessoas com gostos alternativos) assassinados, espancados e maltratados. Mas será que ter gostos diferenciados pode ser um factor fulcral para condenar alguém à morte? Parece que sim, pois foi exactamente isso que aconteceu a Cameron Willingham. Segue o post.

 

Cameron (Todd) Willingham foi executado por injecção letal em 2009 no Texas. O seu crime? Supostamente incendiou a casa onde ele e a esposa moravam, com as suas três filhas, com idades compreendidas entre os 1 e 3 anos, no interior. 

 

Em Dezembro de 1991, um incêndio deflagrou na casa da família Willigham, no Texas. Cameron escapou com queimaduras pouco graves mas, segundo afirmou, não conseguiu trazer as crianças consigo. Stacy Kuykendall, a esposa de Cameron, não se encontrava em casa.

 

transferir.jpg

 A família Willingham

 

Como Cameron não era um marido exemplar (era violento com a esposa), a polícia foi rápida em acusá-lo de ter ateado o incêndio, de forma a ocultar os abusos às filhas. A própria esposa de Willingham afirmou que ele nunca fizera mal ás crianças, e que inclusive elas eram "bastante mimadas" pelo pai. 

 

Este género de coisa é algo que deve ser relativamente comum em "casos de polícia". Mas nada podia preparar Cameron Willingham para o que se ia suceder. Vamos resumir por partes (mais informações aqui):

 

 

 

- O expert em incêndios é tão expert como eu, que nunca vi nenhum:

 

O incêndio foi investigado na perspectiva de "parece fogo posto, logo é definitivamente fogo posto". O tal "expert" que chamaram chegou até a afirmar que o incêndio tinha características "satânicas" pois parecia formar um pentagrama invertido.

Isto de achar padrões em fogo é muito bonito, mas altamente falível. Por muito que se use um acelerador (como gasolina), torna-se dificil discernir algum padrão se a casa arder bem.  

Basicamente o tal "expert" (que parece saber tanto como eu) baseou-se apenas em conclusões precipitadas, sem qualquer fundamento científico. E isto foi provado um pouco mais tarde, desta vez por um verdadeiro especialista em incêndios;

 

jacksons-pentagram.jpg

 O "pentagrama invertido" no chão (mais aqui)

 

 

 

-Ele gostava de Heavy Metal, e isso importava bastante:

 

As especulações sobre o incêndio não foram as únicas. O facto de Willingham gostar de Heavy Metal (especificamente Iron Maiden), foi usado contra ele. Isto por causa de um poster que o arguido possuia.

Dois psicólogos foram chamados para dizerem o que pensavam acerca do caso, mas nenhum deles havia sequer conhecido Cameron. No entanto, foram rápidos a dizer que o poster de Iron Maiden invocava "violência" e "morte" e que muitas vezes as pessoas que tinham gosto por aquele tipo de arte "têm interesses em actividades satânicas".

 

9043e280-fee5-0131-075a-0eae5eefacd9.jpg

Prova fulcral: o poster "satânico" de Iron Maiden

 

Ou seja, o julgamento foi não só influenciado por um "expert" em incêndios, que de expert não tinha nada, como depois se "provou" que os seus gostos musicais revelavam que Cameron Willingham era satânico, para além de assassino. Depois de tudo isto,  o que é que mais pode correr mal? 

 



-Existência de falso testemunho:

 

Recentemente (2014) veio a público que era possível que, durante o julgamento, tivesse havido testemunho fraudulento. Isto porque foi dito que Cameron tinha confessado o crime ao seu colega de cela, Johnny Webb. Quem disse isso foi um procurador, que estava pessoalmente em contacto com Johnny, e que tinha bastante interesse em que o recluso fosse transferido para uma prisão menos violenta. O que é certo é que Cameron nunca confessou nada, tendo mantido a sua inocência até ao fim.

 

090907_r18772_p646-690-671.jpg

 Uma fonte no Reddit conhece alguém que esteve em contacto com Cameron Willingham. As suas tatuagens também foram consideradas "provas fulcrais" (mais aqui, antepenúltimo comentário)

 

 

 

Vamos lá ver: eu não estou para aqui a dizer que ele era uma excelente pessoa. Quem maltrata a sua própria mulher não pode ser boa pessoa. Mas os gostos musicais de uma pessoa NÃO PODEM SER USADOS CONTRA ELA EM TRIBUNAL. Eu sei, os advogados de acusação usam tudo o que possa ajudar no seu caso. Mas o gosto por heavy metal não é sinónimo de nada.

 

Como já mencionei anteriormente aqui, já não é a primeira vez que gostos musicais são usados como "prova conclusiva" em julgamento. No entanto, apenas vi isso acontecer nos casos em que o arguido gostava de rock ou heavy metal. Ainda não vi ninguém ter o seu carácter julgado só porque gosta de música clássica. O gosto de alguém por esse tipo de música (nestes meios) costuma ser ignorado (se é que se chegue a saber dele) ou então é anulado pela existência do gosto por heavy metal.

 

Mas se alguém gosta de música heavy metal (um género ainda muito incompreendido) e existe a desconfiança de que cometeu um crime, essa pessoa fica automaticamente mal-vista. E, por vezes. quando se descobre a sua inocência já é tarde demais, porque passou muito tempo na cadeia (West Memphis Three) ou morreu, como neste caso. 

 

O gosto de alguém por alguma coisa não pode ser usado contra essa pessoa. Esse género de "provas" prejudica o julgamento pois não só podem ser usadas para efeitos de shock value, como também apela aos possíveis preconceitos de quem está à frente da sessão do tribunal. Num caso que influencie muito a opinião pública, pode haver gente a sair lesada injustamente. 

 

578b41d63c0fd6a9677f88f5c73e0983.jpg

 A música torna alguém automaticamente má pessoa?

 

Ainda não vi nenhum criminoso ser descrito como "cristão e bom pai de família" (e uso estes termos a título de exemplo. Podem ser substituidos por quaisquer caracteristicas consideradas "positivas" no seio da sociedade). Mas temos sempre o gótico desempregado (e gótico e satânico e gótico "assustador")! E isto porquê? Porque são características tidas como negativas na nossa sociedade.

 

Dizer que o criminoso é um bom cristão (ou outra característica "positiva"), não tem o mesmo impacto de dizer que é gótico (ou outra característica "negativa"). Isto porque, ao afirmar que o assassino é cristão, haverá sempre quem tenha dúvidas da sua culpa. Mas se o assassino for considerado um "pária", já não haverá quaisquer dúvidas pois já é algo quase que esperado dessa pessoa. 

 

Não estou a dizer que toda a gente com gostos diferenciados devia ser levada à categoria de santo. Estou apenas a dizer que o gosto por algo não significa nada. Se alguém cometeu um crime, não foi por ordem da música que ouve, ou das tatuagens que faz, ou da roupa que veste. Coisas inanimadas ou intangíveis não dão ordens. Quem acha que sim (seja arguido, juíz, whatever), se calhar uma ida ao psicólogo não se perde.

 

Tudo para dizer: parem com essa história de achar que gostos diferenciados (ou gostos incompreendidos) são prova do que quer que seja! Aposto que Cameron Willingham e os West Memphis Three não foram os únicos a sofrer com isto. E era bom evitar futuros casos. Só porque alguém gosta de uma coisa que a sociedade considera "negativa" ou "estranha", não significa que essa pessoa seja prima do Santananás. Gostar de algo não torna as pessoas boas ou más. Torna-as simplesmente humanos com gostos diferentes. Se uma pessoa tem predisposição para a maldade, é algo próprio dela mesma. Os gostos nada têm a ver. 

 

Bat Kisses

 

Oriana Bats

 

I support!

Halloween Countdown

Mais sobre minha pessoa

foto do autor

Segue-me no Bloglovin'!

Follow

Banner

Create your own banner at mybannermaker.com!
---------------------------------------------------------

Comunicado

Este blog recolhe casos de preconceito e discriminação contra pessoas que têm diferentes estilos. Se quiseres contar o teu caso, entra em contacto com a autora através dos comentários do blog. Obrigada e Bat Kisses.
---------------------------------------------------------