Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Bats on the East Tower

Criei este blog com posts com um tema em comum: estilo alternativo. Se tiverem alguma sugestão/pedido, não hesitem em deixar um comentário. Blog escrito no antigo acordo.

Bats on the East Tower

Criei este blog com posts com um tema em comum: estilo alternativo. Se tiverem alguma sugestão/pedido, não hesitem em deixar um comentário. Blog escrito no antigo acordo.

Catch-up de ataques e desrespeito, porque as pessoas não aprendem

Oi criaturinhas.

 

Pois é, here we go. Mais uns quantos ataques e casos de desrespeito. Como já anteriormente afirmei, quando criei este blog, também queria falar nestes casos, já que cá no burgo, as pessoas acham que isto não acontece, o que me irrita solenemente. Alguns já tem alguns anos, mas descobri-os à coisa de dias. Daí que isto vai ser uma espécie de Catch-up aos ataques. Aviso já que é um longo post. Enfim, vamos aos casos:

 

Rapaz acaba por morrer por não receber tratamento

Sim, leram bem. Começo a lista com um rapaz punk foi ao hospital porque começou a ter sintomas de gripe suína. Os médicos e enfermeiros ignoraram, afirmaram que não estava doente, dizendo até coisas como "Sabes que temos pessoas doentes neste hospital?" (como se ele não o estivesse). Questionaram-no ainda se ele tinha tomado drogas, e disseram que ele não precisava de ir ao hospital. Com o decorrer dos dias, o rapaz precisa de uma scooter para se conseguir movimentar. Passado uma semana (de se ter deslocado ao hospital) o rapaz foi encontrado pela mãe, já morto. Isto é chocante ao mais alto nível, pensar que médicos, que são pessoas que nos deviam ajudar, tem atitudes destas. Vinde este caso, passado no nosso próprio país. Eu já tenho algum receio de ir ao médico, devido a estas coisas e a outras que me aconteceram. Exemplo: de há uns meses para cá, andei com umas dores de cabeça impossíveis de aguentar. Não podia ver luz, nem ouvir nada, e às vezes até me custava a mexer. Fui ao médico várias vezes (que disseram que não era enxaquecas), inclusive cheguei a ir de urgência porque não aguentava as dores. Fiz TAC e ressonância. Nada. O médico (neurologista de um conhecido hospital) começou a perguntar-me se eu me sentia abatida muitas vezes e a minha avó (que devia ter ficado calada também) começou a dizer que quando tinha alguma coisa (tipo dores, etc) me ia logo abaixo. O médico receitou-me uns medicamentos para, dizia ele, acabarem com as minhas dores de cabeça. Sabem o que eram estes ditos medicamentos? ANTI-DEPRESSIVOS! Não estou a inventar, receitaram-me anti-depressivos porque me queixava de dores de cabeça! Este médico assumiu que, como estava embaixo (tentem ter dores destas e logo vêem) e, na volta, como me visto como visto, tinha forçosamente de ter uma depressão! E se não tivesse lido a bula dos comprimidos (aprendam comigo, leiam-na sempre), podia ter começado a tomar, e ficar agarrada a eles. Por aí podem ver. Isto é muito grave, e quem sabe quantos mais casos destes acontecem, sem que ninguém saiba.  

 

Casal de góticos agredido

A noticia é do ano passado. Um casal de góticos que foi agredido a murro e pontapé por um trio de raparigas. Num minuto, o rapaz foi agredido 17 vezes e o grupo só dispersou quando apareceu uma pessoa de bicicleta e as afugentou.

 

 

Mulher agride góticos com mala de mão 

Esta é de Fevereiro deste ano, mas descobri-a ontem, pois estava num alerta do Google (sim, eu tenho vários Google Alerts direccionados para o meu email) que não tinha lido. Uma mulher (à volta dos 20 anos), começou a gritar palavras abusivas a um casal de góticos e a agredi-los com (of all things) a sua mala de mão. Vários motoristas passaram pela cena e businaram para a afugentar. O caso foi denunciado por uma pessoa que assistiu à cena (vai na volta foi um dos motoristas).

 

 

Rapaz atacado por usar "as roupas erradas"

Notícia de 2006 (vai lá vai, já tem uns anos, mas as coisas ainda acontecem). Um rapaz de 13 anos tem medo de sair de casa porque foi atacado devido às roupas que usava. Teve, entre outras coisas, o nariz partido. Ele estava a usar roupa gótica para o típico passatempo de Halloween "Doce ou Travessura" mas, como já devem saber, muitos alternativos aproveitam essa época para se "produzir" mais, e o rapaz pode ter feito isso. Um rapaz de 16 anos agredir um rapaz de 13 anos é de uma cobadia que só...

 

 

Rapariga de 13 anos atacada

A notícia é deste ano. Uma rapariga de 13 anos foi esmurrada por outra que, durante a agressão, não parava de lhe chamar gótica. Escapou com alguns hematomas e com o lábio cortado. A atacante estava acompanhada por 2 rapazes, mas não tenho a certeza se eles atacaram a moça também. No entanto, para mim, compactuaram ao não tentarem impedir a agressão. 

 

 

Rapaz atacado e deixado para morrer foi ajudado por um "Bom Samaritano"

Caso de 2010. Um rapaz de 20 anos (à data do ocorrido) foi agredido e deixado à sua sorte por dois outros rapazes (um deles amigo de infância) que não gostavam da forma como ele estava vestido. Safou-se porque um outro homem que estava a passar por ali parou o carro e afugentou os agressores. Stephen (o rapaz agredido) foi esmurrado, pisoteado e roubado. Sofreu uma hemorragia cerebral mas hoje está bem. Mas haviam de ver fotos da época. Ainda devem encontrar.

 

 

"Chamaram-me aberração com cornos"

Caso do ano passado. Este senhor pode ter demasiadas modificações corporais para o gosto de algumas pessoas, mas merece respeito. É um ser humano, mas muitas vezes estas pessoas são consideradas como estando abaixo do limiar da Humanidade. Ora então este senhor foi atacado por 4 homens. Perguntaram-lhe se ele se achava um durão por causa da sua aparência e ordenaram-lhe que esvaziasse os bolsos (mas não o roubaram). Começaram a esmurrá-lo, a baterem-lhe com a cabeça contra a parede, e um deles chegou a puxar de uma faca. Também o pontapearam, arrancaram-lhe piercings e partiram-lhe o nariz em diversos sítios. E pelo que percebi, também lhe partiram alguns dentes. Conseguiu escapar ao ataque refugiando-se num McDonalds. No dia seguinte, um dos agressores dirigiu-se ao estabelecimento deste homem (ele é piercer) e ameaçou-o e a um dos seus empregados. Devido às agressões que sofreu, pode nunca mais conseguir fazer piercings.

 

E nem as stars escapam...leiam por vocês mesmos (e já agora: sei que muita gente não gosta do Marylin Manson. Eu gosto de algumas músicas, no entanto há bandas de que gosto mais. Aguentem-se).

 

 

Marylin Manson foi agredido num restaurante

 

Adora Bat-Brat é atacada num site por ter colocado presas (tendo em conta que ela ganha mais dinheiro do que muita gente que disse mal dela, cheira-me a inveja)

 

Billy Joe impedido de viajar em avião

 

Estes foram os casos de agressão. Vamos agora aos de discriminação em si:

 

Agentes dificultam financiamento

Esta notícia é portuguesa e data de 2010. Depois de ter tudo tratado para criar um bar gótico, André Consciência viu o seu sonho adiado (o bar já existe) devido a preconceitos. Segue uma parte do relato. Tirem as vossas conclusões:

" (...) tratei do posterior aluguer de um espaço que já havia funcionado como bar, no Príncipe Real, negociei com o senhorio, falei com a câmara municipal de Lisboa (informando-me do preço dos horários e das várias licenças bem como das condições necessárias para o alvará), e desenhei o projecto ao mínimo detalhe (inclusive copos de plástico) (...). O projecto ficou, pois, perto da limpidez da perfeição, com, de quando em quando, a ajuda do meu agente, que convenci com facilidade e cujo projecto inspirava, apesar da sua reticência quanto à ligação do mesmo com as subculturas (que tomei como preconceito do próprio indivíduo).
Tudo limado, aguardei, após os três meses previstos, mais outros três meses (com os empregados e o senhorio pendentes), ao fim dos quais, o Millenium BCP (que emprestaria o dinheiro à ANDC para o emprestar a mim) fazendo uma triagem positiva ao meu projecto e aprovando-o, fazia faltar só um último debate à minha candidatura, em que o agente defenderia o meu caso perante a comité da própria ANDC, que não julguei ser impedimento (nem ninguém) (..)  o debate à candidatura que se resolveu num curtíssimo espaço de tempo, tendo consistido do comité perguntar ao agente de que se tratava a planificação, e o que demonstrava em termos culturais. Envergonhado, o meu agente tentou esboçar alguma coisa sobre a arte e as subculturas, com um tremendo insucesso, e, sem uma consulta às tantas folhas do projecto, torceram imediatamente o nariz ao escutar “gótico”, concluindo assim mesmo o assunto dos últimos seis meses e de seis meses anteriores. (...) Na zona por mim escolhida, o negócio estava garantido. Estes senhores, como tinham apenas uma ideia vaga do que é o gótico e a subcultura, decidiram imediatamente despromover o projecto, sem prévia análise, por não o quererem financiar (numa questão ideológica) e também por acreditarem que não atrairia público (havendo registos dos nossos sócios para comprovar, logo à partida, uma carteira de clientes fiéis)."

 

André termina o seu relato dizendo:

"Acredito que o meu trabalho possa mover montanhas, no curso do tempo paciente. O trabalho do preconceito e da ignorância, na ANDC (mas não só), consegue destruir essas mesmas montanhas, impacientemente, em menos de uma hora."

 

 

Cemitério vandalizado no Uzbequistão: autoridades culpam góticos

 

Um cemitério no Uzbequistão foi vandalizado e agora literalmente toda a gente está contra os góticos, pensando que eles TÊM de ser os culpados porque adoram andar em cemitérios. É um contrasenso. Se as pessoas adoram andar num local, não o vão estragar. Isto porque assim deixariam de o poder apreciar. Imaginem: vocês adoram o Mosteiro dos Gerónimos. Se o estragarem, ele não fica igual, para além de ter de fechar (para arranjar os estragos). Deixam, por isso, de o poder visitar e apreciar. A lógica é a mesma. E claramente quem culpa os góticos não se lembrou desse pormenor. Há inclusive gente a deixar o país devido a esta perseguição! Preocupante...

 

 

Uma mãe teve as suas tatuagens apelidades de "nojentas"

Em primeiro lugar (e isto vai soar muito mal vindo de minha pessoa, por isso peço desculpa desde já) nojentas são as pessoas que fazem certos comments nestas notícias. Adiante. A notícia é do ano passado. Uma mãe foi às compras a uma loja de uma conhecida cadeia de supermercados e saiu de lá a chorar porque as suas tatuagens foram apelidadas de "nojentas" por uma  pessoa que estava por detrás de um balcão a atender as pessoas. Ora bem, a partir do momento que alguém é caixa de qualquer sitio que seja, tem de tratar bem o cliente. Senão não está a fazer bem o seu trabalho, e corre o risco de ser despedido. Aparentemente tudo começou quando um cliente fez certos comentários sobre as suas tatuagens. Ela contou isso à caixa, e a resposta que recebeu foi algo do género: "Não estou admirada. Porque é que mutila o seu corpo?". O que vale é que a empresa em questão até teve uma boa atitude.

Oh e a peça de opinião

Leiam esta coisa também. Caredo.

 

 

Uma estudante cybergoth foi expulsa de um estabelecimento

Vocês sabem o que penso do Daily Mail, mas infelizmente não encontrei isto noutro lado. A notícia é deste ano. A moça afirma que foi expulsa por causa da sua aparência. O pub nega e afirma que ela causou distúrbios numa visita anterior...certo...nós aqui não temos maneira de confirmar isto. Mas não se me acredito que, caso ela tenha sido expulsa devido à sua aparência, o pub o fosse admitir. Sem terem dress code, é dificil justificar uma expulsão destas. A moça afirma ainda que lhe chamaram coisas como "Freak Show" quando ela saiu do pub.

 

 

Uma caixa foi obrigada a usar peruca e a tapar tatuagens e piercings

A notícia é deste ano. Uma caixa num supermercado foi obrigada a usar peruca e tapar as suas tatuagens e piercings. O mais interessante é que ela já lá trabalha há não 1, nem 2, nem sequer 5, mas há 8 anos. E nunca teve problemas. Deu-lhes agora na vinheta que ela tinha de fazer estas coisas. Uma fonte do jornal diz que a loja foi remodelada. E, depois disso, pediram à moça que usasse peruca e tapasse as tatuagens e os piercings para parecer mais normal. Cute.

 

 

Banida das lojas...porque é gótica

A notícia é de 2005. Uma rapariga foi banida de entrar num centro comercial por causa da sua aparência. Os seguranças disseram à rapariga, de 16 anos, que a sua aparência ia levar a que os clientes não comprassem nada (tha hell? Esta é nova.). Ela já lá tinha estado nesse dia, com a mãe e não teve problemas. Quer dizer, só porque voltou acompanhada pelos amigos (e está no seu direito. Além de que, grupos oferecem mais protecção do que andar sozinho), já não pode lá entrar porque "ohmigod vai afastar todos os nossos clientes!". Credo

 

 

Professora foi expulsa por ter tatuagens

A notícia é do ano passado e, again, do Daily Mail. Uma professora foi contratada para dar aulas numa escola católica. Já sabiam que ela tinha tattoos e ela comprometeu-se a tapá-las o melhor possível. No entanto, ela não conseguiu tapar um pouco da tatuagem do pescoço (e acho que as dos dedos), e isso levou a que fosse chamada à atenção, e consequentemente despedida. Ela até tirou os piercings e gastou algum dinheiro a comprar roupa que tapasse os braços. E despediram-na porque um cochicho da tatuagem do pescoço era ainda visível. Gosh! Ela tem algumas tatuagens nos dedos, e enchê-las de pensos fica a parecer ridículo. Eles dizem que querem passar aos seus alunos uma imagem profissional. Não sei onde é que querer obrigar uma pessoa a tapar tatuagens com pensos a faz parecer profissional (ao invés de parecer que teve um acidente com uma faca de cozinha), but that's me. Nesta notícia falam em mais casos. E os comentários são nojentos. Vejam por vocês mesmos.

 

 

Este é bastante grave devido às intenções da acusação...

Acusação de homicidio reconsiderada devido a provas "prejudiciais"

Não vos sei dizer de quando é isto. O que é certo é que uma moça foi condenada a prisão perpétua (acho) pelo homicidio da mãe. O tribunal acabou por rever a sentença porque (preparem-se) a acusação caracterizou a moça como gótica. Yup, that's right. Apesar de haver provas suficientes de que foi ela, a acusação achou por bem introduzir, e cito, "provas irrelevantes e altamente prejudiciais" sobre o estilo de vida da moça. Eles queriam ligar o homicidio ao facto de ela seguir o estilo gótico. Não conseguiram, bem feita.

 

 

Cidade apela por dinheiro para combater o "flagelo gótico"...e recebe-o

Esta noticia é de 2002 e descobri-a num blog. Uma pequena cidade nos EUA apelou por dinheiro para combater a cultura gótica. A ideia era usar aquele dinheiro para, entre outras coisas, terapia. Uau. Os góticos são todos uma cambada de doentes, está visto! Adiante. O que é certo é que receberam o dinheiro. No entanto a história tem um final feliz. Eles foram analisar bem a coisa e aperceberam-se que não conseguiam encontrar nada de mal na cultura gótica. Acabaram por usar parte do dinheiro para promover a aceitação desta mesma cultura (e devolveram o resto). 

 

Temos ainda isto

tumblr_m5yusf3CGF1qlbr08o1_500.jpg

 

 

Mulher de um militar é alvo de um troll

Esta notícia é de há 3 anosa atrás. Uma mulher de um militar, que canta no coro Military Wives é gozada devido às suas tatuagens. Já li isto noutro jornal mas agora não consigo encontrar. Mas basicamente foi isso.

 

 

Atiram ovos a uma blogger gótica

Sim, leram bem. Este post é de 2011. A rapariga ia a passar e leva com ovos, de tal forma que até sangrou.

 

Por último, não é propriamente um caso de discriminação contra alguém por ser alternativo, mas é um bom exemplo de como as tatuagens ainda são vistas pela sociedade:

 

 

Homem obrigado a sair de um pub por ter uma tatuagem em honra da filha à vista

A notícia é do ano passado. Um homem fez uma tatuagem no pescoço em honra da sua filha (que sofre de uma doença no nervo óptico, que a levou a ficar cega). A tatuagem foi considerada ofensiva e pediram-lhe que a tapasse. Ele não quis, mandaram-no embora. The usual. E ainda afirmam que, pela experiência deles (uau) pessoas com tatuagens na cabeça e no pescoço causam mais problemas. Sabem o que é que também causa problemas? Preconceito e discriminação. Tenho dito.

 

Houve também um caso de um casal na Austrália ser banido de um restaurante DURANTE A REFEIÇÃO porque tinham tatuagens à vista. Ok o restaurante tinha código de vestuário, mas o casal não sabia disso. O local onde vi o vídeo sobre este caso já não o tem disponível. 

 

Vejam esteesteeste, esteeste e este (who says you have to fit in???) link para lerem pequenos casos. 

 

Peço desculpa pelo post quilométrico, mas enfim, podem ver que ainda há muito trabalho a fazer.

 

PS: vejam este blog. Já praticamente não é escrito, mas é de uma rapariga portuguesa que, há data em que o escrevia, era professora E gótica. No nosso país! Podem ver que é possivel ;)

 

Bat Kisses

 

Oriana Bats

I support!

Halloween Countdown

Mais sobre minha pessoa

foto do autor

Segue-me no Bloglovin'!

Follow

Banner

Create your own banner at mybannermaker.com!
---------------------------------------------------------

Comunicado

Este blog recolhe casos de preconceito e discriminação contra pessoas que têm diferentes estilos. Se quiseres contar o teu caso, entra em contacto com a autora através dos comentários do blog. Obrigada e Bat Kisses.
---------------------------------------------------------