Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Bats on the East Tower

Criei este blog com posts com um tema em comum: estilo alternativo. Se tiverem alguma sugestão/pedido, não hesitem em deixar um comentário. Blog escrito no antigo acordo.

Bats on the East Tower

Criei este blog com posts com um tema em comum: estilo alternativo. Se tiverem alguma sugestão/pedido, não hesitem em deixar um comentário. Blog escrito no antigo acordo.

Esfaqueada...por gostar de heavy metal!

 

Howdy little creatures!

 

Trago-vos nova noticia (das antigas, pois é de 2005) hoje. É outra noticia bastante grave, devido às consequências ainda mais sérias que o caso poderia ter tido. E como vocês sabem, eu tento sempre voltar a este tipo de notícias. Nunca é demais falar neste assunto, porque há sempre alguém que vai ler e pensar. Vamos lá então!

 

Natashia Jackman, de 16 anos (à época), havia começado a frequentar o Collingwood College em Camberley (Surrey). No primeiro dia, alguns colegas perguntaram-lhe que género de bandas ela gostava. Ela respondeu que gostava de bandas de metal como AC/DC e Led Zeppelin. Não teve mais sossego.

F_200511_november14e_89815a.jpg

Natashia Jackman 

 

Ela e a mãe contam que, aos poucos, Natashia deixou de ser convidada para saídas ou para trabalhos em conjunto. Começaram a cuspir-lhe em cima, a atirar-lhe pedras, a ameaçá-la, a empurrá-la das escadas, entre outras coisas (mais informações aqui). O pai de Natashia conta que, de início, as autoridades escolares pareceram preocupar-se. Mas cedo começaram a "lavar as mãos" do assunto. 

 

Até que, a 11 de Novembro, Natashia começou a sofrer bullying na cantina. Uma das bully's começou a pedir uma tesoura, dizendo que queria cortar o cabelo da jovem. Mais tarde, quando Natashia se juntou a alguns amigos no exterior do local, o grupo de bully's aproximou-se e começou novamente com o típico comportamento abusivo. A jovem confrontou uma das agressoras, chamando-lhe "p*** patética". Quando deu por isso, a sua oponente havia pegado no dito par de tesouras e acabou por esfaquear Natashia num olho (entre outros locais). Felizmente, não lhe atingiu o globo ocular, sendo que a sua visão não foi afectada.

 

A2QS8_5_6ek.jpg

 Natashia Jackman

 

No entanto, o director do estabelecimento, Jerry Odie, disse que o esfaqueamento foi um "incidente isolado". Afirmou ainda que Natashia sempre tinha tido problemas de relacionamento com os outros alunos. 

 

Em entrevista, Natashia falou sobre a típica "cultura de gangs" que grassa (ou grassava à época, não sei como estão as coisas nesse momento) nas escolas, explicando o quão nociva é, e a necessidade de ser parada (mais aqui).

 

s_ym6_BRMlU.jpg

 

Sinceramente, as pessoas são muito engraçadas. Já não é o primeiro caso que oiço em que um director de uma escola (ou outro pessoal escolar) desacreditou completamente a vítima, atribuindo-lhe as culpas. Temos por exemplo o caso de Nicola Raphael, (que ainda será falado no blog, mas não para já), cujo director da escola onde ela andava afirmou que a culpa do bullying que a jovem sofria era dela mesma, devido à forma como se vestia. Ou ainda o sétimo testemunho desta página. Ou o segundo, quarto e último desta. A existência de bullying nunca é admitida. Se acontece algo, as vítimas é que provocaram. E quando as pessoas que deviam educar as gerações futuras têm este tipo de atitudes, o que pensar da Humanidade no futuro?

 

Se as coisas já são assim agora (e há uns anos atrás), como serão daqui para a frente? Será que cada vez mais as pessoas que são ligeiramente diferentes (já nem digo alternativas, já só digo LIGEIRAMENTE diferentes) vão ter de andar com medo e a esconder-se? Ou de repente desata tudo a querer proibir coisas de que não entendem (vinde a Duma, não me esqueci de vocês), pelo simples facto de não quererem lidar com mais um problema? É sempre mais fácil proibir algo do que aprender sobre esse algo. É sempre mais fácil adicionar outra regra a ser seguida do que abrir a mente. O problema reside aí. E quando alguém é esfaqueado porque simplesmente refere bandas que gosta (e que por acaso são de um género musical ainda bastante incompreendido e que nem está na moda), a coisa realmente está mal.

 

Espero que tenham gostado deste post e que vos tenha feito pensar.

 

Bat Kisses

 

Oriana Bats

 

I support!

Halloween Countdown

Mais sobre minha pessoa

foto do autor

Segue-me no Bloglovin'!

Follow

Banner

Create your own banner at mybannermaker.com!
---------------------------------------------------------

Comunicado

Este blog recolhe casos de preconceito e discriminação contra pessoas que têm diferentes estilos. Se quiseres contar o teu caso, entra em contacto com a autora através dos comentários do blog. Obrigada e Bat Kisses.
---------------------------------------------------------