Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Bats on the East Tower

Criei este blog com posts com um tema em comum: estilo alternativo. Se tiverem alguma sugestão/pedido, não hesitem em deixar um comentário. Blog escrito no antigo acordo.

Bats on the East Tower

Criei este blog com posts com um tema em comum: estilo alternativo. Se tiverem alguma sugestão/pedido, não hesitem em deixar um comentário. Blog escrito no antigo acordo.

MainstAlt: Capa da revista Activa de Janeiro de 2014

Oi criaturinhas ^^

 

Hoje venho inaugurar um novo tipo de post, chamado MainstAlt: Mainstream + Alternativo.

 

Este tipo de post vai conter coisas de media, lojas e whatnot, consideradas mais mainstream, mas que "acenam" um pouco ao estilo alternativo. E o primeiro post deste género é a mais recente edição da revista Activa.

 

Ok, bem sei que a revista Happy (ou lá como se chama), de há 2 edições para cá, tem incluido modelos com cabelos coloridos na capa. Mas, como já puderam reparar, a Activa fez da Sónia Tavares (vocalista dos The Gift e juri no Factor X (not a fan of the program, thank you) ) capa. Ora, a Sónia Tavares tem não só o cabelo colorido, como também tem tatuagens. E na revista estão expostas.

 

Vou ser sincera, é a primeira vez que vejo uma revista tão mainstream a mostrar "à força toda" uma mulher tatuada e de cabelo pintado de vermelhão, que, segundo alguns membros mais velhos da nossa sociedade, é algo para "miúdas". Segundo alguns desses membros eu, Morcega, já não devia pintar o cabelo pois, com 19 anos não tenho já idade para isso...engraçado, quando somos "miúdas" não temos autorização para pintar, quando já temos idade para escolher se queremos pintar ou não, já somos velhos demais para o fazer...seems legit --"

 

Ao que parece a Activa já falou em celebridades com tatuagem, menos mal. Mas acho que nunca usou ninguém com tatuagens e cabelos pintados na capa.

 

Aqui está a capa da revista:

 

 

Segundo a minha avó, a Sónia Tavares parece a ser muito simpática "mas tem muitas tatuagens" (diz a minha avó a torcer o nariz já que ela não é fan de tatuagens...se ela visse as duas que quero fazer daqui a uns tempos. Só não as faço já por 2 motivos: 1º - quero ter a certeza que não vou arrepender-me mais tarde (ou seja, que os desenhos deixem de fazer sentido. Um é muito pessoal, por isso duvido que deixe, mas o outro é referente aos meus gostos); 2º - por respeito a minha avó, porque ela não gosta de tatuagens).

 

Uma coisa é verdade, a sociedade ainda não é tão tolerante como muita gente pensa mas acho que já toda a gente sabe isso (frases épicas: "as tatuagens podem dar um ar sujo à pessoa" e  "Os inquiridos expressaram a preocupação de que os empregados com tatuagens visíveis fossem avaliados pelos clientes como sendo 'repugnantes', 'desagradáveis' e 'desorganizados" provavelmente os clientes nem se iam importar, seus palermas --"). Mas mesmo assim há algo positivo neste artigo, e é a observação de que só os empregadores mais velhos reagiram pior à questão: http://activa.sapo.pt/vida/sociedade/2013-09-16-estudo-tatuagens-visiveis-reduzem-as-hipoteses-de-conseguir-emprego

 

 

Pequenas coisas como demonstrar pessoas alternativas sobre uma boa perspectiva em revistas, na televisão é "um pequeno passo para o Homem mas um grande passo para a Humanidade". Pode ser um exagero invocar o Neil Armstrong para aqui, mas a frase é adequada. Existem tatuagens desde o tempo da outra senhora (como diz a minha mãe, para dizer "desde há muito tempo"), e ainda hoje não é aceite. Na Grécia Antiga já se tentava de todas as formas possíveis e imaginárias ter cabelo loiro. E ainda hoje as pessoas falam mal de quem pinta o cabelo de cores como vermelho, azul, etc, dizendo que não é natural...sim, fala a pessoa com raízes pretas de 3cm que continua a afirmar que é loira natural mas tem o cabelo pior que palha seca --"

 

Modificações que alterem a aparência para algo demasiado fora do mainstream (cabelos de cores como azul, alargadores, tatuagens, piercings, etc) ainda são muito mal aceites como podem observar. Apesar disso, cada vez mais jovens aderem a esse género de coisas. Talvez na mente da sociedade em que vivemos, tudo isso seja uma fase de adolescente, que acabará por passar. Mas por vezes não passa. Como vi uma vez num video da Whitby Gothic Weekend uma mulher dizer "quando aderi ao estilo gótico tinha 17 anos, e os meus pais disseram "é apenas uma fase". Agora tenho 31 e, bem, é uma longa fase". Talvez por isso a sociedade não aceita, pois acha que as pessoas que usam alguma das coisas mencionadas é alguém que não cresceu. Mas cabe a todos nós mudar isso.

 

Bat Kisses

 

Oriana Bat-Girl

I support!

Halloween Countdown

Mais sobre minha pessoa

foto do autor

Segue-me no Bloglovin'!

Follow

Banner

Create your own banner at mybannermaker.com!
---------------------------------------------------------

Comunicado

Este blog recolhe casos de preconceito e discriminação contra pessoas que têm diferentes estilos. Se quiseres contar o teu caso, entra em contacto com a autora através dos comentários do blog. Obrigada e Bat Kisses.
---------------------------------------------------------