Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bats on the East Tower

Criei este blog com posts com um tema em comum: estilo alternativo. Se tiverem alguma sugestão/pedido, não hesitem em deixar um comentário. Blog escrito no antigo acordo.

Bats on the East Tower

Criei este blog com posts com um tema em comum: estilo alternativo. Se tiverem alguma sugestão/pedido, não hesitem em deixar um comentário. Blog escrito no antigo acordo.

Os alternativos, o "é só uma fase" e o emprego

 

Howdy little creatures!

 

Neste post venho falar no típico "é só uma fase" (tema muito abordado no blog) e a procura de emprego. Este tema surgiu devido a uma ida às compras. "Como assim?", perguntam vocês? Eu explico:

 

Ora bem, aqui há coisa de dias fui, por necessidade, ao Alegro em Setúbal. É a segunda vez que lá entro (how shocking!) desde que aquilo surgiu. Como tinha algum tempo ainda, dirigi-me com a minha avó à H&M, porque andava à procura de um chapéu preto, coisa que aparentemente nos meus lados foi completamente extinto para dar lugar a caps (acho que se escreve assim). Durante essa procura, dei de caras com uma linda saia mas, não havendo o meu tamanho (o que é normal), fui experimentar o maior que havia (um L). Como estava de vestido, pedi à minha avó que me procurasse uma blusa, uma qualquer, só para poder ver com a saia. Ela trouxe-me uma bela blusa de manga comprida com um coração feito com costelas. Basicamente aquela é a melhor H&M que já vi! E disseram-me que eles têm aquele tipo de roupa permanentemente. A blusa também eram um L. E MILAGRE! Como emagreci um bom bocado, a saia e a blusa servem-me na perfeição! Mas enfim, continuando.

 

Enquanto estava a olhar-me ao espelho (gostei do conjunto, era o tamanho abaixo do que normalmente visto, e servia-me. É normal que me andasse a olhar ao espelho, satisfeita que estava), a moça das provas veio ter comigo. E eu disse a minha avó que adorava o conjunto (tudo em promoções, não não gastei rios de dinheiro) e a moça disse que era bonito, apesar de não ser algo que ela gostasse. Até aí tudo bem, gostos são gostos. Depois começou a dizer que quando tinha 18 anos também só vestia preto. A partir daí a conversa segue mais ou menos da seguinte forma:

Moça - Quanto tinha 18 anos também só vestia preto, mas depois começei a trabalhar e acabei por mudar.

Avó - Mas ela já vai fazer 21 anos (ela não disse isto de forma chocada. Foi uma afirmação).

M - Ah mas quando ela começar a trabalhar vai mudar, vai ver, É SÓ UMA FASE.

Eu - Eu já visto roupa diferente desde os 14 anos. 

M - Mas querida vais ver, quando começares a trabalhar é diferente. 

 

Volto para dentro, troco de roupa e, quando saio, a moça continua de roda da minha avó, com a mesma conversa. Despeço-me dela e vou-me embora, irritada.

 

Antes que alguém por aqui começe, não não é a questão de ser teimosa, fazer birrinha e querer continuar com cabelo azul e etc quando for trabalhar. Como já disse aqui, é ilógico e ridículo que alguns gostos (os aceites pela "sociedade") possam ser mantidos o tempo que nos apetece e que os outros (os não aceites) devam terminar quando chegamos à idade de "parar com essas coisas". Da mesma forma que os gostos do "comum dos mortais" podem ser adaptados ao mundo do trabalho, os nossos também podem ser, como demonstra a espectacular Trystan no blog This is Corpgoth.

Sim, talvez tenham de pintar o cabelo de cores "normais" (ou comprar uma boa peruca), retirar os piercings (ou talvez comprar aqueles que há de cor de pele ou transparentes, para os buracos não fecharem) e cobrir as tatuagens (sabem que eu não concordo com estas cenas, porque não é isto que vai afectar o desempenho da pessoa. Mas enquanto a sociedade for casmurra, pouco se pode fazer. Mas não deixem de tentar :) ). E daí talvez não. Só se tentarem é que sabem. E não tem de desistir do estilo para sempre: existem os fins de semana :P

 

No entanto, o blog da Trystan merece uma visita, e olhem as dicas que ela dá aqui

 

E dou-vos outro exemplo: durante o meu primeiro estágio (feito num ATL), uma das perguntas feitas à minha orientadora foi se a minha roupa tinha sido adequada ao local. E a resposta foi que SIM. E eu continuei a vestir-me como sempre visto. A única diferença foi que evitei as saias, porque não é minimamente prático para sentar no chão nem correr atrás de crianças. Por aqui podem ver. Ok não é um emprego, é um estágio, mas eu estava a estagiar como se lá trabalhasse, por isso tinha de seguir os preceitos da instituição. 

 

E, para provar as minhas ideias, fui pesquisar alguns outfits no Pinterest e no Polyvore. Here they are (nota: se forem demasiado formais, é só fazerem algumas alterações):

 

3d2900c650ba5e8c58759eb2e2927d64.jpg

7e65861716b84f70a1a0c0a1f8e98b8b.jpg

67b9d5a7e856f9d255fd880a1d3806ea.jpg

908f07555444e62189224fe7d7eece54.jpg

 

tumblr_mq90rqzi3V1rjuitro1_500.png

 

Também há para rapaz!

y.jpg

 

tumblr_mc1s19wpCO1qfxm6do5_1280.jpg

 

Bat Kisses

 

Oriana Bats

I support!

Halloween Countdown

2 Comentários

You want to comment? Follow me...

Mais sobre minha pessoa

foto do autor

Segue-me no Bloglovin'!

Follow

Banner

Create your own banner at mybannermaker.com!
---------------------------------------------------------

Comunicado

Este blog recolhe casos de preconceito e discriminação contra pessoas que têm diferentes estilos. Se quiseres contar o teu caso, entra em contacto com a autora através dos comentários do blog. Obrigada e Bat Kisses.
---------------------------------------------------------