Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bats on the East Tower

Criei este blog com posts com um tema em comum: estilo alternativo. Se tiverem alguma sugestão/pedido, não hesitem em deixar um comentário. Blog escrito no antigo acordo.

Bats on the East Tower

Criei este blog com posts com um tema em comum: estilo alternativo. Se tiverem alguma sugestão/pedido, não hesitem em deixar um comentário. Blog escrito no antigo acordo.

Jornal de Notícias de 2008-12-27

“E o seu filho, de que tribo faz parte?

Cada década traz novas estéticas para as ruas, sintomáticas da globalização e de pólos culturais

Jovens aderem a tribos urbanas por se identificarem com um movimento ou para se destacarem dos demais. Novas tribos deixam de surgir da Europa e têm proveniências longínquas como a Jamaica ou o Japão.

Patrícia Neves, "Pih", tem 17 anos, Constança Nobre, "Conzt", tem 15, as duas amigas são emos há um ano e meio. Decidiram pertencer a este grupo porque " a maior parte dos adolescentes tem vergonha de mostrar as suas emoções, principalmente de chorar, os emos não", explicam.

A designação "emo" é a abreviatura do género musical emocore, " hardcore mas com letras sentimentais", resumem as amigas. Visualmente distinguem-se pela franja a tapar um olho, normalmente com o cabelo escuro e pelas suas roupas pretas combinadas com rosa, roxo ou branco.

As sapatilhas "All Star" cobrem os pés estudadamente cambados para dentro . Usam caveiras e estrelas salpicadas nas luvas, bandanas, bandoletes e nos imensos acessórios que envergam dos pés à cabeça. Ouvem " Fall out Boy" , "My chemical romance" e "Alesana" , o que dizem distingui-las dos outros adolescentes que "só ouvem drum `n`bass" . Os ídolos destas duas emos são Oliver Sykes, vocalista da banda "Bring me the Horizon" e Pete Wentz, baixista dos "Fall Out Boy". Gostam de ler e escrever poesia e são grandes fãs de Tim Burton.

As amigas emos afirmam "nunca ter tido problemas por causa do seu aspecto, mas dizem ser os `gunas e os metaleiros que mais as gozam, dizendo-lhes: " Vão-se cortar (apenas um mito) e que usam calças de pijama", gracejam.

Acusam também alguns "emos" de serem "fakes" e "posers" tudo porque apenas adoptam a moda, sem saber o que está por trás do movimento nascido nos Estados Unidos.

Diana Costa fala com a cadência de quem está de bem com a vida,"há cinco anos na pós-adolescência estava descontente com o Mundo e vi que a filosofia rastafari ia de encontro aos meus princípios e com tudo o que eu pensava da economia, do capitalismo e da falsa democracia. Como simbolismo decidi fazer as rastas", resume.

Para esta jovem a educação é a solução para a maior parte dos problemas da sociedade, "uma ideologia um pouco marxista" reflecte. Por isso mesmo estudou ciências da educação.

Para se ser rastafari "é essencial estar de bem connosco e com a Natureza", prova disso são os seus hobbies: a capoeira e o body board. A banda sonora como não podia deixar de ser é o reggae. Nesta filosofia é essencial "ser-se justo, ajudar o próximo e não passar por cima de ninguém", enumera. Não considera que a sociedade apenas rastafari fosse melhor "aprendemos sempre da diversidade e só a partir do errado vemos o certo", conclui esta adepta da ideologia vinda da Jamaica.

Joana Bárbara, Sara Gomes e Ana Maria Campos fazem parte da pequena comunidade de Lolitas portuguesas, uma moda que surgiu no Japão nos anos 80 tendo ganho mais relevo recentemente. Segundo Joana Bárbara, fundadora serão cerca de 20 os elementos portugueses que adoptaram esta moda vinda do Japão.

O estilo clássico de Lolita adopta elementos vitorianos e rococó. As cores utilizadas são tons de bege, vinho, verde-escuro, marfim o caso de Ana Maria Campos. O estilo Sweet Lolita usa cores mais claras como branco e azul, e laços gigantes como adornos, o género de Sara Gomes.

Elegant Gothic Lolita(EGL) é um tipo sub-estilo de moda Lolita criada pelo músico e estilista nipónico Mana, referente de Joana, o dono da marca Moi-même-Moitié. As roupas costumam ser mais discretas e refinadas do que as de uma Gothic Lolita.

O sonho de Joana Bárbara seria a recriação de uma linha de roupa EGL, com a utilização de elementos etnográficos portugueses. Para o efeito deseja "infectar o número máximo de pessoas possível com este gosto através da comunidade", graceja.

O estilo é como uma boneca de porcelana, variando entre o elegante e o infantil. As saias são rodadas sobre o comprimento do joelho,e não há decotes . Os cabelos são ou aos cachos ou com franja.

As adeptas deste estilo têm em geral a pele bastante clara e não são grandes fãs de se bronzear ao sol. Usam espartilho, "coullotes", meias com ligas e corpetes. Estas peças que parecem de Museu, não custam menos de 200 euros e vêm na sua maioria importadas do Japão: " o que com a crise económica se agravou porque o yen continua forte", lamenta Joana Bárbara.

Ana Maria Campos não só adopta a estética, como o estilo de vida : "não digo asneiras, toco harpa, gosto de fazer bordados e crochet". A reacção das pessoas diverge "as crianças ficam encantadas, bem como as pessoas de idade porque se lembram das suas infâncias", relatam.

Mas nem todas as pessoas são bem intencionadas. há quem diga "ó menina o Carnaval já acabou e também quem não entenda porque considera uma recessão para as mulheres", explicaram as Lolitas .”

 

Artigo copiado do site do JN

 

Pais: manual de instruções

Oi ^^

Hoje o post é sobre como lidar com os pais XP aproveitem!

Muitas vezes acontece que a intempérie do género “não quero que andes na rua assim” vive na nossa própria casa. Do que falo eu? Dos nossos queridos e adorados pai e mãe (no meu caso, em vez de pai é avó, mas vai tudo dar ao mesmo).

Quando se é alternativo, podem ocorrer muitos casos destes (sim, porque os menininhos e as menininhas “normais” nem sempre têm este problema). MAS NÓS SOMOS PESSOAS DE CORAGEM! Só que às vezes não temos a mais mórbida ideia do que fazer! Então vamos ver vários casos:

->“Os meus pais implicam com o meu estilo”

Isto é geral. Acho que não há nenhum estilo alternativo que os pais aprovem (WARNING! Existem pais que aprovam estilos alternativos, mas são uma espécie em vias de extinção, por isso se os vossos pais pertencem a esta espécie, é favor conservá-los bem, hein? XDDDD piadinha) na totalidade. Quando se é Scene “ai filho andas muito extravagante. És um homem, não uma rapariga, por isso deixa-te dessas cores todas!” e se é gótico “ai filha porque é que só vestes preto? O azul fica-te bem! E pintas os olhos para quê? E as unhas?” INSATISFEITÕES!!!!

Realmente os pais ou são 8 ou 80. Não têm meias medidas (pelo menos os que eu conheço, falo da minha experiência com outros pais ok?).

O que tens a fazer é habituá-los aos poucos. Do género: usas calças do teu estilo e para ai durante 1 / 2 semanas, a única coisa que usas do teu estilo é as calças. Depois, ao fim desse tempo, acrescentas uma blusa ou um casaco, algum tempo depois os acessórios e por ai fora. Savi?

->“Os meus pais proíbem-me de usar certas coisas”

Eu tenho este problema O.O” é verdade, juro! XD

Mesmo com uma mãe como a minha, não posso usar laços oversize, um pequeno chapéu estilo gothic lolita (lindo lindo *.*) e a tiara. O chapéu já o usei, mas foi no Carnaval…pois ninguém leva a mal! >.< LEVO EU!!!! Mas por agora é mesmo o melhor a fazer…usem o que os vossos pais não vos deixam usar (num dia normal) no Carnaval, Halloween, etc.

->“Os meus pais implicam com os meus amigos e não me deixam sair com eles”

Os vossos pais devem pensar “eh pah já não bastava termos um filho fora do padrão da sociedade, agora também temos que lidar com os amigos dele, pois os pais deles não fazem nada para eles entrarem na linha”. Estão a ver o cenário? Eu estou, porque era o que a mãe de uma amiga minha pensava. Ah gente, isto é o terror para eles!

Podem tentar fazer algum tipo de acordo com eles (serve para muitos casos). Comprometes-te a fazer algo e eles em troca aceitam os teus amigos / liberam mais no teu estilo /etc.

Sugestões:

@ Manter o quarto arrumado (no caso de Moi é uma boa estratégia, pois sou mesmo muito muito desorganizada (mas é só no quarto), mas eu sei onde tenho tudo, por isso não estou assim tão mal XDDDD)

@ Conseguir uma boa nota numa disciplina em que tens mais dificuldades

@ Fazer as compras (ou outra coisa) por eles, durante um determinado tempo

@ Outras coisas (dá corda à imaginação XDDDD)

Só não fiques é fora até às tantas da noite! XDDDD

 

->“Os meus pais escolhem sempre roupas horrorosas para mim”

Aí o que há a fazer é cerrar os dentes e aguentar. Se perguntarem, dizem “sim sim, já usei”. De vez em quando metam a dita cuja peça de roupa a lavar, para parecer que a usam (isto só serve se os vossos pais não vêem  o que usaram nesse dia).

Se pura e simplesmente não suportam a ideia de ter que a vestir (agora vou ser má XD) façam o sacrifício e vistam-na uma vez. Depois façam algo que a deixe “irremediavelmente estragada”. Se for uma blusa, entornem-lhe tinta de óleo ou lixívia ou assim “sem querer”. Se for uma saia, rasguem-na. Percebem a ideia? Depois chegam ao pé dos vossos pais (já com a história pronta e bem estruturada para que possam responder a tudo), e se for preciso culpem alguém (de quem já tenham falado em casa várias, mas que os vossos pais não conheçam pessoalmente. Mas sublinhem que foi um acidente)! Depois façam o vosso ar inocente mais convincente! XD

Ou podem fazer com que seja a vossa própria mãe a estragar a roupa (sim, é possível, mas não sei como XD)

Podem tentar isso se tiverem coragem. Senão, usa a tua imaginação!

 

Saída de emergência:

Se nada disto resultar, podem sempre dizer “Eh pah, eu cumpro todas as minhas obrigações, trabalho na escola que nem um/a mouro/a, esforço-me por fazer tudo como querem, e ainda implicam com a maneira como me visto?” XDDDD

 

Outras coisas que podes fazer:

-Acima de tudo mostra-lhes que podem confiar em ti

-Fala bastante com eles, porque a comunicação é a base de tudo!

 

Estratégia “batoteira”

-Procura em álbuns de família ou pergunta aos teus avós como eram os teus pais quando tinham a tua idade. Se lhes descobrires a careca (ou seja, que eles, com a tua idade, também se vestiam de uma maneira que os pais deles não gostavam. É difícil, dados os tempos que corriam na altura, segundo a minha mãe, só os mais ricos podiam vestir-se mais estranhamente pois conheciam outras coisas. Mas ela diz que isso depois mudou. Perguntem à mesma), podes sempre usar isso a teu favor. Mas não abuses!

 

Dicas:

-Mostra que estás sempre consciente do que pedes

-Faz algumas cedências, se for necessário (não queiras tudo logo)

-Aborda-os sempre quando estiverem de bom humor (e quando não houver visitas)

-Nunca comeces a falar disto quando os teus pais vêem cansados do trabalho (se estás com este tipo de problemas é porque este assunto não é propriamente do seu agrado)

-Não uses demasiados rodeios

-Quando eles te disserem “NÃO”, procura convencê-los com bons argumentos, nunca a discutir (se perceberes que “por hoje é “NÃO” porque não estou propriamente de muito bom humor” deixa isso para outra altura)

 

WARNING!

-Nunca lhes respondas mal ou levantes a voz, só vais piorar a situação

-Esforçares-te por explicar o teu ponto de vista não significa discutir

-Se os teus pais ficarem danados, não é aconselhável reagir logo, mas também depende dos pais

-Não te feches no quarto quando te zangares com os teus pais, pois se eles ainda não te deixam seguir o estilo alternativo, não é com atitudes assim que vais conseguir

-Nada de amuares até ao infinito!

-Se eles te dizem logo “NÃO”, nem sempre é boa ideia voltares logo à carga!

-NUNCA, NUNCA, NUNCA, JAMAIS, EM TEMPO ALGUM fiques logo ofendido/a. Senão vai ser pior

-Nunca digas que eles não te entendem. Podem entender-te melhor do que pensas!

-Se os teus pais DISCUTEM entre eles sobre o teu estilo (pode acontecer), NÃO TE METAS, NUNCA!

-Nunca digas que te vais atirar da janela ou algo do género se eles não te deixarem ser alternativo. Eles podem dizer que estas ideias te andam a influenciar

 

Mais sugestões , disponham XDDDD

 

Espero ter ajudado ^^

 

Bye ^^

 

 

Os Alternativos e o CARCANHOL

Oi ^^

Hoje o post é sobre como ter dinheiro para as despesas com coisas alternativas um pouco mais caras. E se fizerem bem as coisas, podem ter o mesmo tipo de regalias sem gastar tanto ^^

 

->Morcega, eu gostava muito de ter fios como as Scene Queens, mas na Net são tão caros. E muitas vezes nem recebem encomendas daqui!

-Tens 2 hipóteses: fimo ou plasticina. Se tiveres forno podes usar fimo (ele tem que cozer no forno, acho), caso contrário, usa plasticina e deixa secar ao ar (é o que eu faço)

Conselho: a plasticina DOS CHINESES é a melhor para isto, porque seca MESMO. Se acontecer alguma parte do que fizeste em plasticina se separar do resto, um pouco de cola líquida UHU resolve. Deixa a plasticina secar num local fechado, para não apanhar pó e ganhar bolhinhas (a que eu uso as vezes ganha umas bolhinhas, parece que a mergulhei em açúcar =D faz um efeito giro, mas não em TUDO), e que tenha espaço para colocar a vossa obra a direito, senão vai ficar dobrada. A que eu uso vem dentro de uma embalagem que parece uma maçã e nem chega a 3€ (vejam lá o que é que não poupam)

                                                                             

->Morcega, nunca encontro pins de jeito!

-Oh filha/o, tens pins que não gostes da decoração? Imprime imagens do pc (cuidado com o tamanho) e cola por cima. Se não, corta cartão um pouco grosso na medida que quiseres, cola com fita-cola um alfinete de dama atrás, imprime uma imagem do pc (ou desenha algo numa folha branca) e cola por trás (usa fita-cola para que a imagem não fique às ondinhas). Vão parecer verdadeiros, garanto! Tens é que ter o cuidado de colar o alfinete (tem que ser de um tamanho proporcional ao cartão, quanto maior o cartão, maior o alfinete) MESMO AO CENTRO, para que, se se movimentar, não se notar que é cartão

 

->Morcega, segui os teus conselhos para os fios em plasticina, mas não tenho jeito para os fazer!

-Segue as instruções dos pins (sem o alfinete of course), mas, para ficar como deve ser, imprime a imagem 2x e cola uma de cada lado, para não se ver que é cartão

 

->Morcega, e os lacinhos, como fazer para não gastar dinheiro?

-Procura o post sobre como fazer laços e diverte-te XDDDD

 

->Morcega, e os brincos?

-Se fores a uma loja de missangas (ou a uma simples loja dos chineses), encontras as pecinhas em forma de gancho que se metem no furo das orelhas (como as dos brincos (compridos, não de botão) que se compram nas lojas como a Claire’s). Com elástico e missangas à tua escolha podes fazer os brincos e depois prender nas pecinhas. Há tantas maneiras de fazer! Sejam criativos (esta dica serve apenas para brincos “compridos”!

WARNING: Segue apenas esta ideia se não fores alérgica a bijutaria.

 

Vão dizer agora: “Morcega, como é que sabes tudo isto?”

 

A Morcega responde:

É simples. EU faço tudo isto XDDDD

Só compro fios quando não os sei fazer, e normalmente os que não sei fazer são caros, mas vale sempre a pena! ^^

Depois fico com mais dinheirinho para outras coisas! Por exemplo, estou prestes a ir a Androm (ALELUIA), vou comprar uns sapatos (o mais caro de tudo, 62.50€), uma mala para usar na escola com as cenas que preciso de ter à mão (ainda não sei quanto é, porque tenho que ver o tamanho), um fio (é 22€ é certo, mas eu não o consigo fazer, lá está. É um fio com mãos em esqueleto, e, como sabem, os ossos estão ligados, mas nota-se as divisões. Quando se tenta fazer isto com plasticina, o mais provável é que ela se esteja sempre a partir, por muita cola que usem. E para fazer as divisões, tem que ser a preto. Compensa mais pagar, porque assim, ao menos, não se parte XDDDD), uns ganchos em forma de mãos de zombie (10€, lamento, mas ganchos não sei fazer ainda --“), e um em forma de aranha (5€). Este gancho e o fio são coisas que já ando para arranjar à bues, a mala e os sapatos são uma necessidade (onde é que encontro aqui uns sapatos mais “à Verão” que não pareçam ter sido usados por velhinhas?), e os ganchos de zombie, uma pequena “extravagância” (tenho esse direito, ou não?)

 

Devem estar a pensar: “Credo que FORTUNA!”

 

A Morcega responde, dizendo o seguinte: Acham que a minha mãe vai pagar isto? Quanto muito dá o resto do dinheiro que faltar para a mala (eu tinha juntado para outra, mas a minha mãe gosta mais da que eu escolhi agora, e prefere paga um pouco mais)

 

Sim, é verdade, estamos em crise, mas também temos direitos! Se pouparem algum dinheiro agora, conseguir-se-ão safar melhor no futuro!

Bem, boas compras!

 

Bye ^^

 

Halloween Countdown

Pág. 1/2

Mais sobre minha pessoa

foto do autor

Tradutor

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Comunicado

Este blog recolhe casos de preconceito e discriminação contra pessoas que têm diferentes estilos. Se quiseres contar o teu caso, entra em contacto com a autora através dos comentários do blog. Obrigada e Bat Kisses.
---------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------