Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Bats on the East Tower

Criei este blog com posts com um tema em comum: estilo alternativo. Se tiverem alguma sugestão/pedido, não hesitem em deixar um comentário. Blog escrito no antigo acordo.

Bats on the East Tower

Criei este blog com posts com um tema em comum: estilo alternativo. Se tiverem alguma sugestão/pedido, não hesitem em deixar um comentário. Blog escrito no antigo acordo.

Esfaqueada...por gostar de heavy metal!

 

Howdy little creatures!

 

Trago-vos nova noticia (das antigas, pois é de 2005) hoje. É outra noticia bastante grave, devido às consequências ainda mais sérias que o caso poderia ter tido. E como vocês sabem, eu tento sempre voltar a este tipo de notícias. Nunca é demais falar neste assunto, porque há sempre alguém que vai ler e pensar. Vamos lá então!

 

Natashia Jackman, de 16 anos (à época), havia começado a frequentar o Collingwood College em Camberley (Surrey). No primeiro dia, alguns colegas perguntaram-lhe que género de bandas ela gostava. Ela respondeu que gostava de bandas como AC/DC e Led Zeppelin. Não teve mais sossego.

F_200511_november14e_89815a.jpg

Natashia Jackman 

 

Ela e a mãe contam que, aos poucos, Natashia deixou de ser convidada para saídas ou para trabalhos em conjunto. Começaram a cuspir-lhe em cima, a atirar-lhe pedras, a ameaçá-la, a empurrá-la das escadas, entre outras coisas (mais informações aqui). O pai de Natashia conta que, de início, as autoridades escolares pareceram preocupar-se. Mas cedo começaram a "lavar as mãos" do assunto. 

 

Até que, a 11 de Novembro, Natashia começou a sofrer bullying na cantina. Uma das bully's começou a pedir uma tesoura, dizendo que queria cortar o cabelo da jovem. Mais tarde, quando Natashia se juntou a alguns amigos no exterior do local, o grupo de bully's aproximou-se e começou novamente com o típico comportamento abusivo. A jovem confrontou uma das agressoras, chamando-lhe "p*** patética". Quando deu por isso, a sua oponente havia pegado no dito par de tesouras e acabou por esfaquear Natashia num olho (entre outros locais). Felizmente, não lhe atingiu o globo ocular, sendo que a sua visão não foi afectada.

 

A2QS8_5_6ek.jpg

 Natashia Jackman

 

No entanto, o director do estabelecimento, Jerry Odie, disse que o esfaqueamento foi um "incidente isolado". Afirmou ainda que Natashia sempre tinha tido problemas de relacionamento com os outros alunos. 

 

Em entrevista, Natashia falou sobre a típica "cultura de gangs" que grassa (ou grassava à época, não sei como estão as coisas nesse momento) nas escolas, explicando o quão nociva é, e a necessidade de ser parada (mais aqui).

 

s_ym6_BRMlU.jpg

 

Sinceramente, as pessoas são muito engraçadas. Já não é o primeiro caso que oiço em que um director de uma escola (ou outro pessoal escolar) desacreditou completamente a vítima, atribuindo-lhe as culpas. Temos por exemplo o caso de Nicola Raphael, (que ainda será falado no blog, mas não para já), cujo director da escola onde ela andava afirmou que a culpa do bullying que a jovem sofria era dela mesma, devido à forma como se vestia. Ou ainda o sétimo testemunho desta página. Ou o segundo, quarto e último desta. A existência de bullying nunca é admitida. Se acontece algo, as vítimas é que provocaram. E quando as pessoas que deviam educar as gerações futuras têm este tipo de atitudes, o que pensar da Humanidade no futuro?

 

Se as coisas já são assim agora (e há uns anos atrás), como serão daqui para a frente? Será que cada vez mais as pessoas que são ligeiramente diferentes (já nem digo alternativas, já só digo LIGEIRAMENTE diferentes) vão ter de andar com medo e a esconder-se? Ou de repente desata tudo a querer proibir coisas de que não entendem (vinde a Duma, não me esqueci de vocês), pelo simples facto de não quererem lidar com mais um problema? É sempre mais fácil proibir algo do que aprender sobre esse algo. É sempre mais fácil adicionar outra regra a ser seguida do que abrir a mente. O problema reside aí. E quando alguém é esfaqueado devido a bullying que começou porque simplesmente referiu bandas de que gosta (e que por acaso são de um género musical ainda bastante incompreendido e que nem está na moda), a coisa realmente está mal.

 

Espero que tenham gostado deste post e que vos tenha feito pensar.

 

Bat Kisses

 

Oriana Bats

 

Halloween Countdown

Mais sobre minha pessoa

foto do autor

Tradutor

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Comunicado

Este blog recolhe casos de preconceito e discriminação contra pessoas que têm diferentes estilos. Se quiseres contar o teu caso, entra em contacto com a autora através dos comentários do blog. Obrigada e Bat Kisses.